Trecho de “Cem anos de solidão” – Gabriel Garcia Marquez

É muito estranho que depois de tanto tempo essa ainda seja uma história tão atual. A mulher, pobre, sul americana, que se submete, considerada o “sexo frágil” é a que suporta qualquer espécie de dor,  e o homem,  dono de seu destino,  sempre se perdendo, enlouquecendo até, nos caminhos da própria liberdade.

Categorias:

DIGA-ME O QUE ACHA:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s