Que o mês da consciência negra um dia produza consciência negra permanente!

Por Cris Akemi

Nos últimos dias trabalhando o tema da consciência negra com meus alunos de oito anos, ouvi falas tão lúcidas,  mas também constatei que, mais do que eu imaginava,  é imprescindível trabalhar desde cedo esse assunto.

Ouço constantemente,  por brancos e negros,  argumentos que tentam negar a existência do preconceito,  porém essa vivência com as crianças só vieram confirmar o que eu já defendia há tempos, que essa consciência não existe nem na própria comunidade e por isso a necessidade de se tocar nesse assunto se torna cada vez mais urgente.

O depoimento à seguir exemplifica o que digo. É difícil para as crianças perceberem algo tão sórdido,  mais ainda se não forem negras,  e num país tão miscigenado como o Brasil.

DIGA-ME O QUE ACHA:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s