Esperança – Fragmentos de uma educadora pensante

Por Cris Akemi

Eu sou uma pessoa que desiste, prefiro começar do zero a insistir. Não é algo de que me orgulhe ou me deixe feliz, uma pessoa assim vive a reescrever sua própria história, chega a maturidade com cinco anos agrupados no máximo. Quando criança em brincadeiras simbólicas se algo não saísse como o planejado eu insistia para que voltássemos a “encenar” do início novamente, quantas vezes fosse preciso, não que eu não me esforçasse ao máximo para aquela vez fosse a que “valesse”, eu dava tudo de mim, mas algo sempre fugia das minhas rédeas.

De perfeccionista que sou me tornei covarde, percebi que minha insegurança e meu medo de perder o controle sobre as coisas me impedem de avançar. Porém, nunca é tarde para mudar!

No início do ano me comprometi comigo mesma que daria andamento a este blog no intuito de registrar diariamente (Esperança – Diário de uma educadora pensante) meus pensamentos, ideias, práticas pedagógicas, referências de arte e experiências de aprendizagem do cotidiano, ufa! Sem perceber, algo que faço muito, impus-me uma condição acima de minhas capacidades. Talvez esse também seja um comportamento de auto-sabotagem, não sei. Mas fato é que me atento agora a uma estratégia que nunca experimentei antes, adequar os meus limites às minhas expectativas.

Constantemente discutimos no meio pedagógico, o humano claro, o quanto é importante que pensemos na individualidade de cada um e adaptemos nossas perspectivas de trabalho as potencialidades, sempre levando em conta as dificuldades apresentadas. Isso é feito no intuito de estimular o avanço gradativo, sem coerção ou coação.

Já que é nisso em que acredito não há porque agir de maneira contrária comigo mesma. Não vou desistir de meus registros. Talvez eles não sejam diários, portanto o nome anterior não será adequado daqui em diante, mas sei que eles me fazem bem, me estimulam, me ensinam e me revigoram, servem como desabafo… pois são parte de mim (Fragmentos). Sendo assim são caóticos e desconcertantes, vem do passado e do futuro.

Hoje é o dia em que não iniciarei uma nova história, apenas escreverei um novo capítulo. Porque a vida me ensinou que os erros também podem ser momentos belos a serem comemorados!

Categorias: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

DIGA-ME O QUE ACHA:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s