SEQUÊNCIA DIDÁTICA – A CIGARRA E A FORMIGA

Tempestade de ideias

Por Cris Akemi

Outro dia achei esse material e juntando com outras referências penso que daria uma sequência de trabalho interessante, até porque o material a seguir apresenta diferentes versões para a fábula. Fica a dica!

cigarra e a formiga 1

Fonte: https://www.facebook.com/caminhodeumaprofessora/photos/pb.1465359653739336.-2207520000.1428679274./1576433995965234/?type=3&theater

A Cigarra e a Formiga (versão moderna)

       Era uma vez uma formiguinha e uma cigarra que eram muito amigas.

    Durante todo o outono a formiguinha trabalhou sem parar a fim de armazenar comida para o período  de inverno. Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem do bate papo com os amigos ao final do expediente de trabalho para tomar uma cerveja. Seu nome e sobrenome  era trabalho.

     Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas   rodas de amigos, nos bares da cidade. Não desperdiçou um minuto sequer, cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu para valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.

     Então, passados alguns dias, começou a esfriar, era o inverno que  estava começando. A formiguinha exausta, entrou em sua singela e aconchegante toca, repleta de comida. Mas, alguém chamava por seu nome do lado de fora da toca e quando  abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu.

     Sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari com um maravilhoso casaco de vison. E a cigarra falou para a formiguinha:

     – Olá, amiga, vou  passar o inverno em Paris.   Será que você podia cuidar de minha toca?

     E a formiguinha respondeu:

     – Claro, sem problemas, mas o que aconteceu que você está com esta Ferrari e vai para Paris?

     A cigarra respondeu:

     – Imagine você que eu estava cantando em um restaurante na semana passada e um produtor  gostou de minha voz, fechei um  contrato de seis meses para fazer shows em Paris.  A propósito, amiga, deseja

  algo de lá?

       Respondeu a formiguinha:

     – Desejo, sim, se você encontrar por lá o  La Fontaine, o autor da nossa história, mande-o “plantar batatas”!!!

 Moral da história:

 Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia só traz benefício em fábulas do La Fontaine.

Publicidade

1 Comment

DIGA-ME O QUE ACHA:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s