Livro do dia: Lendas Brasileiras

Por Cris Akemi

Quem pode me contar uma lenda?

No 2º trimestre de 2014 os 2ºs anos do ciclo inicial apreciaram e estudaram lendas. Esse gênero textual traz uma carga imensa de cultura popular brasileira e mundial, já que as lendas são histórias da tradição oral, que possuem elementos reais e imaginários, e são transmitidas de geração em geração através dos tempos.

   É importante para as crianças valorizarem essa cultura e significado histórico presente nessa transmissão de conhecimento, bem como desenvolverem a consciência de que também são produtores de cultura e são responsáveis pela difusão dela para as gerações posteriores. Portanto precisam ter um olhar crítico em relação às questões reais presentes nas histórias, como escravidão e preconceito, destruição da natureza, maltrato de animais, desperdício de recursos, brincadeiras de mau gosto, entre outras.

  Durante esse processo é possível que as crianças sintam medo, tristeza, dor, tensão, dados o teor das histórias, como também podem sentir alegria, curiosidade, alívio. Esse estímulo é fundamental para que a partir do jogo simbólico aprendam a lidar com os próprios sentimentos e possam desenvolver outras formas de encará-los. Porém o medo não deve ser controlado dismitificando a lenda, já que a partir do momento em que o adulto diz a criança que a lenda não existe está tolhendo sua liberdade imaginativa.

  Esse jogo também contagia as crianças, e por isso além de ouvir as histórias, passam a sentir vontade de recontá-las, lê-las, pesquisar sobre elas, assistir a vídeos, ou seja, uma possibilidade infinita de aprendizagem e um excelente estímulo à leitura.

  Até o momento, já lemos as lendas do Boitatá, Saci Pererê, Boto Rosa, Iara, Curupira, Negrinho do Pastoreio, Lobisomem, Mula sem cabeça, e a que os alunos mais gostaram foi escolhida, através de votação, para produzirmos uma reescrita, e por esse motivo foi, no ano, a atividade em que mais participaram ativamente, e todos contribuíram da sua maneira.

    Fundamentalmente estudamos o livro: 

capa CD Lendas Brasileiras contadas por Mauricio de Souza

REESCRITA PRODUZIDA PELO 2º ANO COLETIVAMENTE

LOBISOMEM

         Certo dia numa cidade pequena havia uma família com sete filhas e o oitavo filho tinha orelhas grandes, era pálido e estranho.

         Quando estava chegando o aniversário dele de treze anos uma de suas irmãs perguntou se ele conhecia a lenda do lobisomem.

         Ela começou a contar a história para ele, disse que se uma mãe tivesse sete filhas e o oitavo filho chegar, ele ia se transformar em lobisomem quando completasse treze anos.

         Chegou o aniversário do menino e não aconteceu nada.

         A família foi se acalmando. Numa noite de sexta-feira de lua cheia saiu para fora de casa pela janela e ficou se coçando no chão, ele se arrastou no chão até se transformar em lobo.

         O lobisomem foi uivar para a lua em sete cemitérios:

        – AAUUUUUU!! AAUUUUUU!!

         Ele conseguiu visitar a tempo os sete cemitérios antes do amanhecer e voltou para casa.

         Na segunda-feira na escola todos comentavam da corrida, o segredo escapou. Ele falou:

        – Se eu consegui visitar sete cemitérios em uma noite, para mim é fácil ganhar essa corrida.

          Todo mundo saiu correndo assustado e ele venceu a corrida.

2º ano inicial D –Profª Cris Akemi / EMEB Mário Martins de Almeida

http://emebmariomartinsdealmeida.blogspot.com.br/p/2-inicial.html

 

 

A seguir, vídeo que serviu de inspiração para a produção da reescrita:

Categorias: Tags: , , , , , , , , , ,

DIGA-ME O QUE ACHA:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s