Indicação literária feita pelas crianças

O TRABALHO DE INDICAÇÃO LITERÁRIA REALIZADA PELOS ALUNOS   NASCEU NO ANO DE 2014, DA VONTADE DELES DE COMPARTILHAREM COM OS COLEGAS DE CLASSE LEITURAS QUE FAZIAM EM CASA.

ESPONTANEAMENTE HOUVE UM CICLO DE INDICAÇÕES MUITO INTERESSANTES QUE NOS LEVARAM A UMA REFLEXÃO DE QUAL DEVERIA SER NOSSA ATITUDE PARA REALIZAR-SE UMA BOA LEITURA E PARA SER UM BOM OUVINTE.

EM GRUPO ELENCAMOS O QUE CONSIDERAMOS FUNDAMENTAL:

ATITUDES DE UM BOM OUVINTE

  • TER EDUCAÇÃO, RESPEITO E SER BOM;
  • TER ATENÇÃO, NÃO FICAR OLHANDO PARA TRÁS;
  • NÃO CONVERSAR COM OS COLEGAS DURANTE A LEITURA;
  • NÃO INTERROMPER COM FALAS, GRITOS, BARULHOS OU AGRESSÕES;
  • FICAR EM SILÊNCIO;
  • NÃO TIRAR SARRO DO LEITOR;
  • TENTAR NÃO SE MEXER MUITO;
  • NÃO MANUSEAR NENHUM OBJETO;
  • OUVIR COM ATENÇÃO AS PALAVRAS DESCONHECIDAS PARA LER MELHOR.

ATITUDES PARA REALIZAR UMA BOA LEITURA

  • PRESTAR ATENÇÃO ENQUANTO LÊ E TER CONCENTRAÇÃO;
  • TREINAR ANTES DE LER PARA SABER O CONTEÚDO DA LEITURA;
  • RESPEITAR A PONTUAÇÃO;
  • LER EM UM TOM DE VOZ QUE O OUVINTE OUÇA;
  • LER NÃO MUITO RÁPIDO NEM TÃO DEVAGAR;
  • LER DE FORMA CLARA.

img_9184

QUEM INDICOU: SOFIA

HISTÓRIA: BARBIE SALVA VIDAS

COLEÇÃO BARBIE QUERO SER

EDITORA: CIRANDA CULTURAL

 

 

img_9194

 

 

QUEM INDICOU: ELUIZA

HISTÓRIA: PROCURANDO NEMO

EDITORA: MELHORAMENTOS

COLEÇÃO DISNEY PIXAR LOJAS AMERICANAS

                                       

 

img_9193

QUEM INDICOU: ELUIZA

HISTÓRIA: TOY STORY

EDITORA: MELHORAMENTOS

COLEÇÃO DISNEY PIXAR LOJAS AMERICANAS

 

img_9181

QUEM INDICOU: GABRIELA

HISTÓRIA: O PATINHO FEIO

TRADUÇÃO: MICHELLE DE SOUZA LIMA

ILUSTRAÇÕES: YOGESH KUMAR SINGH

EDITORA: CIRANDA CULTURAL

 

 
img_9186img_9190QUEM INDICOU: ELUIZA

HISTÓRIA: NÃO É FÁCIL PEQUE
NO ESQUILO

AUTORA: ELISA RAMON

ILUSTRAÇÕES: ROSA OSUMA

 

img_9191

QUEM INDICOU: GABRIELAimg_9185

HISTÓRIA: O MUNDO INTEIRO

AUTORA: LIZ GARTON SCANLON

ILUSTRAÇÕES: MARLA FRAZEE


 

img_9180

QUEM INDICOU: SOFIA

HISTÓRIA: BRUXA, BRUXA, VENHA A MINHA FESTA

AUTOR: ARDEN DRUCE

ILUSTRAÇÕES: PAT LUDOW

EDITORA: BRINQUEBOOK

img_9195img_9197

QUEM INDICOU: ANDRÉ

HISTÓRIA: AS AVENTURAS DE UM PEQUENO RATINHO NA CIDADE GRANDE

AUTOR: SIMON PRESCOTT

EDITORA: PUBLIFOLHINHA

 

 

img_9196

 

QUEM INDICOU: ELUIZA

HISTÓRIA: OS DEZ SACIZIHOS

AUTOR: TATIANA BELINKY

ILUSTRAÇÕES: ROBERTO WEIGAND

 

img_9192

 

QUEM INDICOU: SARA

HISTÓRIA: C DE CIGARRA

AUTOR: MALGORZATA STRZALKOWSKA

ILUSTRAÇÕES: BEATA BATORSKA

EDITORA: SALVAT

 

 

img_9187QUEM INDICOU: SAMUEL

HISTÓRIA: BOB ESPONJA EM: CONTOS MÁGICOS

AUTOR (ADAPTAÇÃO): EMILY SALLINGER

ILUSTRAÇÕES: ARTEFACT GROUP

EDITORA: MELBOOKS


img_9189
QUEM INDICOU: ELUIZA

HISTÓRIA: GINO GIRINO

AUTORES: MILTON CELIO DE OLIVEIRA FILHO E

THEO DE OLIVEIRA

ILUSTRAÇÕES: ALEXANDRE ALVES E RONALDO LOPES

img_9188

QUEM INDICOU: GABRIELA

HISTÓRIA: MALU, A GATINHA

AUTORA: KATHRYN SMITH

ILUSTRAÇÕES: PETER LAWSON

EDITORA: CIRANDA CULTURAL

 

img_9183

QUEM INDICOU: SOFIA

HISTÓRIA: BARBIE ARTISTA PLÁSTICA

COLEÇÃO BARBIE QUERO SER

EDITORA: CIRANDA CULTURAL

 


img_9182

 

QUEM INDICOU: LARISSA

HISTÓRIA: VISITANDO O DOUTOR

AUTORA: CHRISTINE SWIFT

ILUSTRAÇÕES: DESIGNS LTDA.


E O PROJETO CONTINUOU…

NÃO DEIXEM DE ACOMPANHAR O PROJETO DE 2016, JÁ ESTÁ EM ANDAMENTO E PROMETE, AGUARDEM!

Livro do dia

img_8987

Leiam para as crianças, deixem que escolham suas leituras

Cada ano que passa eu me dedico mais a multiplicação de leitores. Para mim essa é a missão crucial de educadores e educadoras. Porque leitura não se resume ao entendimento de códigos em um portador de texto. Ler é infinitamente mais que isso, é prestar atenção no mundo, é se preocupar em entender o que lhe cerca, é decifrar códigos que não estão escritos, que as vezes não foram compreendidos nem por seus próprios locutores. Quem lê, nesse conceito amplo, com certeza estará inserido.

Muitos fatores levam uma criança a se interessar pela leitura, mas fundamentalmente o estímulo à curiosidade é o aspecto que eu acredito  ser o mais eficaz. Isso aliado a uma rotina leitora não imposta e o convívio com outros leitores torna quase impossível um ligeiro interesse, no mínimo.

Mas insisto que ler nunca deve ser algo imposto. Uma prova disso é que muitos da minha geração fogem da literatura brasileira pela forma obrigatória com que esta foi imposta pela escola de “antigamente”.

Cada um deve ter o direito de ler o que quer. Mesmo em minha sala de aula de segundo ano, com crianças de sete /oito, quando escolho com demasiado critério o que eu lerei pra eles, deixo claro que não é uma obrigação  necessariamente apreciar, o respeito ao momento que leio, aos outros que estão interessados é que são pertinentes, também não são obrigatórios, mas sua recusa tem consequências.

A escolha do que leio é criteriosa porque tenho a intenção de conquistá-los, de aguçar neles a curiosidade sobre um tema específico, um autor específico, uma forma de pensar diferente.

Depois que da minha leitura sempre conversamos um pouco, às vezes faço perguntas que imagino que vá levá-los a certos questionamentos, ouço seus comentários, respondo perguntas. E esse ano, além disso, tenho deixado disponível na caixa de empréstimo.

Nessa caixa os alunos tem a opção de emprestar os livros que quiserem, sendo um por vez, mas na frequência que preferirem, fazendo a escolha num momento livre da aula, e de maneira autônoma registram em um caderno onde constam seus nomes.

Dessa maneira podem explorar a leitura o quanto quiserem, levar para casa, compartilhar com a família, e posteriormente indicar aos amigos. Nesse processo além de se envolverem também desenvolvem senso de responsabilidade quanto ao portador de texto que emprestam, seja livro, revista ou Hq.

De início eles às vezes ficam inibidos ou desinteressados, mas quando um vai mostrando outro é quase uma adesão total, inclusive alguns deles aderiram a parir do momento que ofereci as leituras que eu escolhi.  É muito estimulante vê-los empolgados com a proposta.

Escolha espontânea de livros lidos pela professora:

img_8661 img_8662 img_8696 img_8698img_8805img_8806

Selecionando sua leitura:

img_8708img_8707

Registrando seu empréstimo:

img_8798img_8701

Apreciando em sala, em momentos livres:

img_8702

Livro do dia

Rimas
img_8694img_8693

Livro do dia

img_8660

Livro do dia

img_8646
Leiam que vale a pena:

https://books.google.com.br/books?id=7-UTkDIbcREC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=onepage&q&f=false

 

Repertórios infinitos

Eu não me canso de ler “Cocô de passarinho para os alunos, e a cada ano tem um significado diferente e importante ao mesmo tempo. Esse ano fiz a escolha dessa leitura no dia posterior a uma atividade na qual relembramos a cantiga “Alecrim dourado” e portanto discutimos sobre dispersão de sementes, e até chegamos a colher algumas sementes variadas da horta da escola, vejam:

https://emebmariomartinsdealmeida.blogspot.com.br/p/2-inicial.html?m=1

Eles acharam muito interessante a forma como as coisas acontecem na natureza então aproveitei para estender o tema e utilizar o livro em todas as suas potencialidades.

Perguntei a eles o que perceberam sobre as mudanças que ocorreram no livro, até porque trabalhar temas que envolvem desenvolvimento orgânico para crianças dessa idade sempre contribui para a percepção de que toda passagem de tempo traz modificações e as consequências disso se aliam a maneira como lidamos com elas para definir as condições do presente.

Conforme eles foram observando confeccionamos uma lista de “Contrários/opostos/antônimos” sempre retomando os significados das palavras fazendo referência à narrativa.

img_8442

Depois disso confeccionei antônimos e fizemos um jogo no qual eles deveriam encontrar os opostos que estavam com os colegas:img_8457 img_8458 img_8459 img_8460 img_8461

Eles adoraram, se empolgaram muito e por fim desenharam  o que gostariam que nascesse em seus chapéus:

img_8451img_8450img_8449img_8447img_8446img_8443

Livro referência: